Dicas de cuidado compiladas por nossa equipe de especialistas em informações

Aqui estão algumas dicas de cuidados, compiladas por nossa equipe de especialistas em informações.

Cuide de si mesmo
A regra número um para todos os cuidadores é cuidar de si mesmos. Prestar cuidados enquanto mantém um emprego, administra uma família ou cuida dos filhos pode exaurir a pessoa. Uma pessoa que está exausta ou doente é mais provável que tome más decisões ou tire frustrações de forma inadequada.

Sabe-se que o estresse contribui para uma variedade de problemas de saúde. Quanto mais você mantém seu próprio bem-estar em equilíbrio, mais aprimora suas habilidades e resistência. Ao cuidar de si mesmo, você estará mais apto, tanto física quanto emocionalmente, a cuidar de seu ente querido.

Fale com outros cuidadores
Conecte-se à comunidade de cuidadores. Compartilhe e aprenda e se beneficie da sabedoria coletiva da comunidade de cuidadores. É importante que os cuidadores se conectem para ganhar força e saber que não estão sozinhos.

Para muitos, o isolamento que acompanha o trabalho é facilitado através de reuniões em grupos de apoio com outras pessoas em situações semelhantes. Os grupos de apoio fornecem apoio emocional e dicas de cuidados, além de informações sobre os recursos comunitários.

Os grupos de apoio on-line podem ser muito úteis. A Fundação Reeve apoia fóruns da comunidade ativos e discussões sobre todos os problemas relacionados à prestação de cuidados.

A terapia ou o aconselhamento também podem facilitar uma melhor resolução de problemas. O aconselhamento pode ajudar a lidar com sentimentos de raiva, frustração, culpa, perda ou demandas pessoais, profissionais e familiares concorrentes.

Seja informado
Saiba o máximo possível sobre a condição do seu ente querido. Seja informado sobre questões médicas e como a doença ou incapacidade pode afetar uma pessoa física, psicologicamente, comportamentalmente, etc. Você é um membro importante da equipe de saúde de seu ente querido.

Faça o download ou solicite uma cópia do Guia de Recursos para Paralisia. O Guia de Recursos para Paralisia o guiará por diversos tópicos importantes, como as principais causas de paralisia, e ajudará você a navegar em seu mundo em transformação. Se tiver dúvidas, não hesite em entrar em contato com nossos especialistas em informações, que estão disponíveis para fornecer informações e direcioná-lo para os serviços locais.

A pesquisa na web é outra ferramenta poderosa para aprender sobre as bases médicas da deficiência.

Médicos e outros profissionais de saúde podem ajudá-lo a entender como a condição de um ente querido pode mudar, e como essa mudança pode afetar as demandas do cuidador.

Agende um tempo de lazer
Aproveite as oportunidades para uma pausa no tratamento. Refresque-se e faça uma pausa ocasional nas tarefas diárias. Férias prolongadas podem não ser realistas, mas é essencial que os cuidadores tenham um tempo de lazer. Pode ser um passeio curto, um tempo tranquilo em casa, um filme com um amigo, etc.

Para isso, o cuidador pode precisar de cuidados/assistência de terceiros. Entre em contato com nossos especialistas em informações para obter algumas conexões possíveis para ajudá-lo a fazer uma pausa.

Fale e defenda-se
Defenda-se. Lembre-se de que você pode ser o único capacitado para falar em nome de seu ente querido ou fazer perguntas difíceis.

Prepare o histórico de saúde do seu ente querido e leve-o consigo para compromissos. Antecipe o futuro da melhor maneira possível. Planejamento financeiro e jurídico são considerações importantes. Questões como o financiamento de cuidados de longo prazo, a proteção de ativos, a obtenção de autoridade para a tomada de decisões substitutas e outros assuntos geralmente precisam de atenção.

Marque uma consulta com um advogado com conhecimento em planejamento patrimonial, sucessões e, se possível, planejamento de benefícios públicos. Outras áreas que requerem planejamento incluem a coordenação entre os serviços comunitários e os amigos e familiares envolvidos.

As decisões sobre a colocação em um lar de idosos ou outras opções de cuidados geralmente podem ser facilitadas por um profissional familiarizado com deficiências cerebrais, cuidados e recursos comunitários. Em alguns casos, é necessário tomar decisões de fim de vida em relação ao seu ente querido.

Noções básicas sobre seguros
Entenda da melhor maneira possível como funciona o sistema de seguros, previdência social e outros meios de assistência pública. Existem especialistas em órgãos públicos que podem ajudar e se preparar pesquisando tópicos com antecedência.

Peça ajuda
Muitos cuidadores estão tão acostumados a prestar ajuda e atender às necessidades de outra pessoa que não sabem como pedir ajuda. Sua família é seu primeiro recurso. Cônjuges, irmãos e irmãs, filhos e outros parentes podem fazer muito para aliviar seu fardo. Diga a eles o que podem e devem fazer.

Recorre ao seu local de culto em busca de ajuda e conselho. Deixe seu líder religioso ciente de sua situação. Incentive os amigos e vizinhos da pessoa amada a oferecer o máximo de conforto possível. Se precisar contratar um atendente, vários bons guias de recursos estão listados abaixo.

Saiba tudo o que puder sobre ferramentas e equipamentos adaptáveis. É essencial que os cuidadores conheçam os produtos e serviços de assistência domiciliar que possam facilitar seu trabalho.

Capacite seu ente querido
Ao se estabelecer no papel de cuidador, você poderá acabar na posição de tomar decisões pelas pessoas que costumavam decidir por você. Às vezes é difícil equilibrar as necessidades de controle. Mas é importante respeitar o direito da pessoa cuidada de fazer escolhas.

Escolher é algo bom; ao decidir as coisas, temos um senso de controle sobre nossas vidas. Permita que seu ente querido tenha a maior escolha possível, desde a comida no cardápio até o guarda-roupa diário e a programação da TV.

Capacite a si mesmo
Ganhe confiança em suas habilidades e tenha orgulho em suas realizações. Mais fácil falar do que fazer - como você se defende, se cuida e encontra um equilíbrio entre suas próprias necessidades e as de seus entes queridos?

A Caregiver Action Network oferece os seguintes princípios de cuidadores que são capacitados a viver:

Escolha assumir o controle de sua vida. Não deixe que a doença ou a incapacidade de seu ente querido esteja sempre no centro do palco. Muitas vezes acabamos como cuidadores por causa de um evento inesperado, mas em algum ponto da linha você precisa recuar e dizer conscientemente: "Eu escolho assumir esse papel de cuidador". Isso ajuda bastante a eliminar a sensação de vitimização.

Honre, valorize e ame a si mesmo. Você está fazendo um trabalho muito difícil e merece um tempo de qualidade só para você. O autocuidado não é um luxo. É uma necessidade. Recue e reconheça o quão extraordinário você é. Lembre-se de que sua boa saúde é o melhor presente que você pode dar à sua amada.

Procure, aceite e, às vezes, exija ajuda. Não tenha vergonha de pedir ajuda. Quando as pessoas oferecem assistência, aceite-a e sugira coisas específicas que elas podem fazer. Cuidar, especialmente nos níveis mais intensos, é definitivamente mais do que um trabalho individual. Pedir ajuda é um sinal de sua força e um reconhecimento de suas habilidades e limitações.

Levante-se e seja ouvido. Defenda seus direitos como cuidador e cidadão. Reconheça que o cuidar vem além de ser pai, filho e cônjuge. Honre seu papel de cuidador e defenda seu merecido reconhecimento e direitos. Torne-se seu próprio advogado, tanto dentro da sua esfera de cuidados imediatos quanto além.

Faça o download do Guia de Recursos para Paralisia da Fundação Reeve
Estamos aqui para ajudar

Nossa equipe de especialistas em informação tem a capacidade de responder a consultas e fornecer informações em mais de 170 idiomas.

Ligue para 800-539-7309

(Usuários internacionais, liguem para 973-467-8270)

De segunda a sexta, das 9h às 17h, horário do leste dos EUA, ou envie sua pergunta.